Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

vitorpecurto

ELA

por Vitor Pécurto, em 03.07.09

 

 

 

 

 

 

Como ela é parte integrante da família, nada se passa sem que ela não esteja presente, desculpem mas... O nome é Guerra, pois foi o que arranjou aquando da sua vinda para a nossa casa, o nome nada tem a ver com a sua personalidade, nem nada que se pareça, pois é meiga e muito rabina. A apresentação está feita, tinha de ser.

A tal da primeira vez

por Vitor Pécurto, em 03.07.09

Pois, tem sempre um primeiro dia para tudo na vida, acho eu, pois desde que dois mais dois já não são bem quatro isto fica dificil de saber se sempre temos o tal do primeiro dia.

 

Mas como isso não interessa mesmo é nada, vamos ao que parece interessar um pouco mais, ou como sempre, talvez não.

 

Um destes dias tive um sonho, que talvez tivesse algo parecido com um pesadelo, depois eu explico, sonhei que os portugueses estavam todos sorridentes, contentes, alegres, risonhos, brincalhões eu sei lá eramos mesmo todos uns sorriso/constantes. Isto deixou-me alarmado, mesmo no sonho, pois cá no burgo ninguém sorri mais de três segundos, isto em dias de festa, mas como é normal acordei e reparei que era mesmo um sonho ou como referi lá atrás roçava o pesadelo pois só mesmo nesta coisas dos sonhos conseguia por Portugal a rir ou mesmo só a sorrir.

 

Um dia desta semana li, num daqueles jornais que oferecem, eu não gosto desses jornais, pois eu sou do tempo que comprávamos ''o nosso jornal'', e eu gosto disso, do meu jornal. Mas li e fiquem muito mais descançado com os meus botões, dizia alguém muito bem informado que os portugueses andavam mais tristes e cinzentos. ''Ops'' ó senhor que escreveu isto então onde tem andado nestes últimos anos, ou seja à 800 e tal anitos, os portugueses não sorriem. Cinzentos porque não há dinheiro para tomar banho, para comprar a comidinha, nem para comprar os remédios todos na farmácia e por aí a diante.  Tristes, nós somos mesmo é muito tristes, e então o Benfica ganhou? A resposta é fácil.

 

Ora para terminar por hoje, pois eu acho que volto, achei graça a esta coisa de escrever e pensar que alguém vai ler, nós sempre fomos tristes e cinzentos, até na hora de ganhar o totobola.  Não é só porque o bendito do acordo ortográfico, que foi fabricado no Brasil, está por aí aos saltitos sambados, que nós vamos ficar iguais aos nossos irmãos do outro lado da água, ou porque raio iríamos ficar a rir e a dançar só porque vamos deixar de ter o fatito das eleições, casamentos e baptizados e vamos ter mesmo é um ''terno''.

 

Portugueses, sorriam por favor

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Favoritos